Seguidores

quinta-feira, dezembro 31, 2009

Lá se vai o mito ai ai ai coitadinhas das crianças que têm muitas disciplinas

Disciplinas obrigatórias em Inglaterra:
The statutory subjects that key stage 3 pupils must
study are:

• art and design
• citizenship
• design and technology
• English
• geography
• history
• information and communication technology
• mathematics
• modern foreign languages
• music
• physical education
• science.

Opcionais:
Non-statutory programmes of study
To support the teaching of religious education, sex
education and careers education, there are non-statutory
programmes of study for:
• religious education, based on the framework for religious
education
• personal wellbeing, which includes the requirements for
sex and relationship and drugs education
• economic wellbeing and financial capability, which
includes the requirements for careers education.

Pedidos para 2010 - I

Um concerto desta senhora:




domingo, dezembro 27, 2009

Boyhood

"Inside me, my boyhood feels so close, but when I look around, it sometimes seems to belong to a vanished world. In the United States in the late 1990's, is it really possible to imagine whole families, boys and girls of eight to eighteen at their parents' sides in the cotton fields, working through the July heat from dawn to dusk, driving away exhaustion with songs of the spirit? Are there still places where a young boy can leave his house after breakfast with just a fishing pole and spend the whole day rumbling and adventuring alone, unsupervised and unafraid, trusted and un-feared for? (...) I think that even if such palces do exist, our televisions have blinded us to them."
(Johnny Cash, Cash. The autobiography of Johnny Cash, Harper, 2006 (ed. or. 1997), p. 13

sexta-feira, dezembro 25, 2009

Feliz Natal

Filme de Natal: The end of the affair (ambas as versões)
Conto de Natal: The Blue Carbuncle (The Adventures of Sherlock Holmes)
Canção de Natal: (nada de originalidade aqui) Fairytale of New York





Pobreza relativa

Eu já achava estranho ter alunos filhos de donos de cadeias de lojas a receberem escalão A na escola e direito a alimentação grátis na cantina; ou ter alunos de famílias que recebiam o rendimento mínimo e não podiam pagar manuais, mas tinham telemóveis topo de gama e equipamento desportivo de marca; mas ontem vi, na RTP, um sem-abrigo a ser entrevistado enquanto falava por telemóvel com os filhos.

quinta-feira, dezembro 24, 2009

domingo, dezembro 06, 2009

Recordando

o princípio das novas oportunidades. E um exemplo de honra.
"Se calhar não é novidade a história dos e-mails roubados à Universidade de East Anglia. A instituição em causa possui um importante centro de estudos climatológicos e a correspondência em causa, trocada ao longo de duas décadas entre proeminentes cientistas do ramo, revelou que, além de tentarem destruir a reputação de colegas discordantes e bloquear a publicação dos respectivos trabalhos, os cientistas distorcem, escondem, esquecem e aldrabam informação alusiva às mudanças climáticas. E tudo isto para "demonstrar" que as ditas mudanças seguem o sentido do "aquecimento global" e que este se deve à acção do homem.

Se calhar, para muitos a história é mesmo novidade. Embora, no mínimo, os e-mails insinuem a forte possibilidade de a lengalenga em volta do clima constituir uma desmesurada fraude, a verdade é que os "media" não lhes têm dedicado um milésimo da atenção merecida, por exemplo, pelo "documentário" de Al Gore, um projecto com o rigor científico de Marte Ataca!. Os media nacionais, então, não dedicam aos e-mails atenção nenhuma, enquanto Marte Ataca!, perdão, Uma Verdade Inconveniente continua em exibição nas escolas a título de evangelho"

Recebido por mail (nem de propósito)

Naquele tempo, Jesus subiu ao monte seguido pela multidão e, sentado
sobre uma grande pedra, deixou que os seus discípulos e seguidores se
aproximassem. Depois, tomando a palavra, ensinou-os, dizendo:

Em verdade vos digo,

-Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus.

-Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados.

-Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles...



Pedro interrompeu:

- Temos que aprender isso de cor?

André disse:

- Temos que copiá-lo para o papiro?

Simão perguntou:

- Vamos ter teste sobre isso?

Tiago, o Menor queixou-se:

- O Tiago, o Maior está sentado à minha frente, não vejo nada!

Tiago, o Maior gritou:

- Cala-te queixinhas!

Filipe, lamentou-se:

- Esqueci-me do papiro-diário.

Bartolomeu quis saber:

- Temos de tirar apontamentos?

João levantou a mão:

- Posso ir à casa de banho?

Judas Iscariotes exclamou:

(Judas Iscariotes era mesmo malvado, com retenção repetida e vindo de
outro Mestre)

- Para que é que serve isto tudo?

Tomé inquietou-se:

- Há fórmulas? Vamos resolver problemas?

Judas Tadeu reclamou:

- Podemos ao menos usar o ábaco ?

Mateus queixou-se:

- Eu não entendi nada... ninguém entendeu nada!


Um dos fariseus presentes, que nunca tinha estado diante de uma
multidão nem ensinado nada, tomou a palavra e dirigiu-se a Ele,
dizendo:


Onde está a tua planificação?

Qual é a nomenclatura do teu plano de aula nesta intervenção didáctica
mediatizada?

E a avaliação de diagnóstico?

E a avaliação institucional?

Quais são as tuas expectativas de sucesso?

Tens a abordagem da área em forma globalizada, de modo a permitir o
acesso à significação dos contextos, tendo em conta a bipolaridade da
transmissão?

Quais são as tuas estratégias conducentes à recuperação dos
conhecimentos prévios?

Respondem estes aos interesses e necessidades do grupo de modo a
assegurar a significatividade do processo de ensino-aprendizagem?

Incluíste actividades integradoras com fundamento epistemológico produtivo?

E os espaços alternativos das problemáticas curriculares gerais?

Propiciaste espaços de encontro para a coordenação de acções
transversais e longitudinais que fomentem os vínculos operativos e
cooperativos das áreas concomitantes?

Quais são os conteúdos conceptuais, processuais e atitudinais que
respondem aos fundamentos lógico, praxeológico e metodológico
constituídos pelos núcleos generativos disciplinares,
transdisciplinares, interdisciplinares e metadisciplinares?


Caifás, o pior de todos os fariseus, disse a Jesus:

- Quero ver as avaliações do primeiro, segundo e terceiro períodos e
reservo-me o direito de, no final, aumentar as notas dos teus
discípulos, para que ao Rei não lhe falhem as previsões de um ensino
de qualidade e não se lhe estraguem as estatísticas do sucesso. Serás
notificado em devido tempo pela via mais adequada. E vê lá se reprovas
alguém! Lembra-te que ainda não és titular e não há quadros de
nomeação definitiva!





... E Jesus pediu a reforma antecipada aos trinta e três anos...

sábado, dezembro 05, 2009

Bem-aventurados os pobres de espírito


E deles há muitos em Portugal. Os senhores que compõem um tal conselho de escolas estão habilitados à dita bem-aventurança. Eis a última proposta de um desses senhores, chamado Álvaro Almeida dos Santos (um visionário):
"Se temos uma competência histórico-geográfica para desenvolver com os alunos, não precisamos de ter uma disciplina de História e outra de Geografia. Poderão juntar-se".

Por outras palavras, o que esta ilustre personagem sugere é a ligação das duas disciplinas, História e Geografia, no 3º ciclo, como teoricamente já acontece no 2º ciclo. A ideia é um puro disparate, pelos seguintes motivos:

1. No 2º ciclo, embora a disciplina se chame História e Geografia de Portugal, pouco há lá de geografia (um primeiro tema e o resto é ... bom, é História).

2. Os quadros da maioria das escolas tem muitos professores de Geografia e poucos de História (em muitos casos, nenhum). Isso significaria que a nova disciplina de História e Geografia iria ser dada por professores de Geografia. Profs de Geografia a ensinar História? Algo que só aprenderam no ensino secundário? Com que habilitações?

3. A ideia de trabalhar "competências" é impraticável em História (ainda não encontrei um professor de História que fosse capaz de dizer como se faz). Para quem não sabe, o ensino por "competências" veio substituir, no linguajar técnico do ministério e das pseudo-ciências da educação, o "ensino de conteúdos e conhecimentos" (ou como também eles lhe chamavam, o "ensino por objectivos"). Gostaria de saber como é possível ensinar História (ou, como eles dizem, "ensinar os alunos a aprender História") sem transmitir conhecimentos e avaliar esses conhecimentos. Não é possível. Em História, as competências que os alunos devem possuir são as seguintes: localizar factos e acontecimentos no espaço e no tempo; contextualizar esses factos em realidades históricas; analisar e interpretar documentos históricos. Hum, e como é que os alunos fazem isso sem conhecimentos, ou seja, sem que se lhes exija saber História?? E, já agora, como poderão os professores de Geografia ensinar os alunos a desenvolver as ditas competências? Vai ser divertido.


A ideia tem, naturalmente, duas consequências. A primeira é poupar mais uns trocos (para poderem continuar a aumentar os ordenados dos directores de escola, paus-mandados do ministério, e outros gastos importantes, como os magalhães e as novas oportunidades). A segunda é limitar ainda mais o conhecimento da História. Aliando essa limitação à destruição do ensino da Filosofia e ao ataque à literacia que são a distribuição de magalhães (a crianças que deveriam estar ocupadas a aprender a ler) e os programas ridículos de língua portuguesa, o produto final será uma massa de cidadãos ignorantes, iletrados e não-pensantes. Em suma, uma massa de eleitores típicos do actual primeiro-ministro.

sexta-feira, dezembro 04, 2009

When did you leave Heaven?


Foi a pergunta que toda a audiência fez ao ouvir Lisa Ekdahl e o perfeito trio de músicos que a acompanhou no belo concerto na cubata da música. Só por este momento, aquele meteorito justificou a sua existência.

"There is no drum kit on stage. No choir girls. No twelve piece band or a big light show.
Instead you´ll see three guys playing electric and acoustic guitars, melodicas, vintage synthesizers, a spooky Hammond organ, a trumpet, a piano and hand drums - quite often everything at the same time. Very impressing. How can so few people sound so much, you´ll ask yourself? But that´s not all. Because above all that you have ... Swedish legend Lisa Ekdahl has one of the most significant voices of our time. And there, in the middle of the stage, she sits comfortably on an hundred years old, golden chair bought from one of the big fashion houses in Paris.
This is a must see show... Don´t miss it."

PVP: 10; Preço Bertand 16,20...

What am I missing?


segunda-feira, novembro 30, 2009

Viva o Barça!


... na conquista do pleno, tal como no ano passado. Continua a ser, de longe, a melhor equipa do Mundo!!! A única diferença em relação ao ano passado é que, este ano vão festejar a Champions em pleno Bernabéu. Vai ser a loucura!!!!!

quinta-feira, novembro 12, 2009

Afinal, o Rei Benfica vai nu!

Uma desgraça nunca vem só: a par com a 1ª derrota do Benfica no Campeonato foram finalmente publicadas as desastrosas contas do exercício encarnado findo em 30 Junho 2009. E desde os tempos de Vale Azevedo que o Benfica não tinha um prejuízo tão...


Uma desgraça nunca vem só: a par com a 1ª derrota do Benfica no Campeonato foram finalmente publicadas as desastrosas contas do exercício encarnado findo em 30 Junho 2009. E desde os tempos de Vale Azevedo que o Benfica não tinha um prejuízo tão colossal - 35 milhões de euros. O passivo da SAD é o maior de sempre - cerca de 179 milhões de euros - e os capitais próprios são negativos em 11 milhões de euros. Numa semana trágica, só a liderança dos clubes falidos ficou assegurada!

Sejamos claros: o Benfica está em situação de falência técnica e, ao contrário do que é proclamado por uma certa imprensa subserviente, a famosa recuperação financeira é um mito e o Rei vai mesmo nu.

Vai assim o Benfica, sustentado exclusivamente pela banca, verdadeira dona do Clube! As engenharias financeiras são múltiplas, engenhosas, mas inexequíveis. Temos empréstimos obrigacionistas - em Abril 2010 vence-se um de 20 milhões de euros, que obviamente vai ser integralmente renovado com o aval da banca porque o Benfica não consegue pagar; temos fundos de investimento para comprar jogadores - o que a prazo cerceia a competitividade da SAD; temos um empréstimo comercial de 40 milhões de euros realizado em Janeiro 2009 para tapar um buraco financeiro. Temos tudo isto e tudo a banca avaliza.

Diminuem as receitas? Não faz mal - a banca entra com o dinheiro. Os custos com os jogadores (salários e passes) excedem os 50 milhões de euros? Não há problema - a banca adianta. A troco de quê, alguém me explica? Até quando a espiral do endividamento aguenta? Até Vieira ser campeão? E se não for este ano? Ou para o ano? Será que os accionistas dos bancos avalizadores irão permitir o prosseguimento deste caminho de insensatez?

Sejamos claros de novo: o problema da gestão desastrada começa a não ser só do Benfica, mas cada vez mais da banca que o financia. E alguém acredita que as anunciadas super-receitas dos direitos televisivos, prometidas a partir de 2013, chegarão para tapar todos os buracos? Este Benfica vai mesmo nu e os seus dirigentes mais parecem aqueles jogadores de casino, desesperados, que apostam todas as fichas que lhes restam no 0. Ganharão?


P.S. A derrota em Braga foi ainda mais dolorosa porque teve o dedo do árbitro e comprovou aquilo que já todos sabíamos: para se ser dirigente do Benfica não basta ter dinheiro e para se ser treinador não basta ser milagreiro e saber de tácticas. Também é preciso algo que não se compra na mercearia - educação!


Economista
Ex-dirigente do Benfica
João Carvalho - Jornal de Negócios

A Taça do Rei já era...

"Caricata é o mínimo que se pode chamar à situação que envolveu a não convocação de Sergio Ramos para o jogo da Taça com o Alcorcon. O treinador Manuel Pellegrini revelou que não chamou o defesa porque pensou que este estava suspenso, em virtude do cartão vermelho visto no dérbi com o Atlético, no último fim-de-semana.

Ora, afinal Sérgio Ramos estava disponível. A Federação espanhola enviou uma circular aos clubes dizendo que as sanções só passariam a efectivas depois dos jogos da Taça, mas a verdade é que o espanhol ficou de fora da lista.

Lamentando a eliminação, Sergio Ramos não quis alongar-se sobre a questão da sua chamada. «Limito-me a trabalhar. Vi a convocatória, eu não estava e não pedi explicações. Mas é uma pena porque todos gostamos de jogar», confessa.

O defesa garantiu, ainda, que depois do desaire na Taça do Rei, as atenções do Real Madrid se voltarão agora para o campeonato e para a Liga dos Campeões."

sábado, novembro 07, 2009

"show them talent like they have never seen before" - and never will

Não percam.

Estava sentado, a olhar para as imagens que ficaram. E pensava sempre, "como foi possível?", ou então "que maravilha seria se... ...se tudo se tivesse concretizado ...se tudo não passasse de um sonho". Até que percebi o raciocínio de Deus (chamem-lhe Destino, se preferirem). Nós não merecíamos. Todos os que duvidaram não mereciam, todos os que caluniaram não mereciam, e os que sempre acreditaram (poderão afirmar que nunca tiveram um segundo de dúvida?), já não precisavam de mais provas. Ou não mereciam mais, por não terem defendido aquilo que era, afinal, uma evidência: que viveram num tempo em que alguém, um só, aspirou à perfeição. E, como era sua característica, teve sucesso. Talvez por isso Deus o levou, porque a perfeição está reservada para os Seus olhos apenas. Nós ficámos com os ensaios.
Para quem não viu...

quarta-feira, outubro 28, 2009

Real Madrid em grande...!!!!!




Quem é o Alcorcon?...ouvi dizer que é da II divisão B e que deram 4 secos ao Real.

Então Raúl, Benzema, Granero, Guti e Van der Vaart...estiveram a dormir????

São meninos para justificarem a derrota com a falta do Cristiano Ronaldo :)

...de resto só da Barcelona, naturalmente!!!

O Real que vá pensando na Champions ...terá que ser a arbitragem a intervir, caso contrário lá se vai a final no Estádio do Bernabéu...o Pato já está à espera deles outra vez em San Siro!!!!

Vai ser bonito ver o Barcelona a ganhar a Champions no Santiago Bernabéu.

domingo, outubro 25, 2009

- Sempre é verdade que o odeias?
- Não sei se o odeio, mas é certo que o detesto.
- Há quem diga que é boa pessoa.
- Sim, no fundo, no fundo, com o tempo... Há quem diga que sim, que nos vamos apercebendo disso.
- E não acreditas?
- Acreditei, a princípio. Mas o tempo foi passando, já lá vão uns anos e continua a ser a criatura detestável do início. Quão subtil poderá ser a bondade do homem, e quão tímida, para tardar tanto tempo em mostrar-se?
- Mas detestas o homem porquê?
- Oh, tanta coisa. Às vezes penso sobre isso e parte de mim diz "exageras!", mas logo o que resta de mim começa a desfiar o novelo do que está para trás e o exagero já não parece uma explicação plausível.
- Compreendo.
- Ainda no outro dia estive a pensar na morte dele. Como será que eu reagiria? Sobretudo, como reagiria perante os choros dos outros no funeral, hipócritas ou sentidos?
- No funeral? E não serias tu também hipócrita indo ao funeral?
- O pensamento ocorreu-me. Não. Os outros, que sabem o que penso e o que sinto, provavelmente olhar-me-iam e comentariam "olha só o hipócrita, a fazer de conta que está pesaroso com o que aconteceu", mas enganar-se-iam. Na verdade, eu estaria (ia dizer estarei, mas emendei a tempo) no funeral só para me certificar que enterravam mesmo o filho da puta.

sexta-feira, outubro 23, 2009

Ai Portugal

"...Puta que pariu a má sorte
de ter nascido em tal morte..."

Paulo Barbosa - "Poema Social"

cit. in http://contemplandojazz.blogspot.com/ a 20-10-2009 (com a devida vénia)

quarta-feira, outubro 21, 2009

Como fazer publicidade gratuita

Basta ver o que faz o saramago. Diz uns disparates (sobretudo porque se limitam a ser meras opiniões 'fundamentadas' num conhecimento débil e superficial da Bíblia) para uns microfones, as televisões publicitam os disparates como se tivessem sido proferidas por alguma autoridade, as Igrejas caem na ratoeira e eis a publicidade feita, sem gastar um único tostão.
*
A 'coragem' de saramago lembra-me a dos evangelistas que fazem missões na confortável e cristã Europa, em vez de penetrarem nas terras islâmicas. Por que motivo, se tanto condena o fanatismo e os 'maus costumes', o escritor de Lançarote não escreve um próximo romance sobre o Maomé? Ou porque não aborda o Islão numa próxima conferência de imprensa? Isso sim, daria gosto ver.

sábado, outubro 17, 2009

Faz todo o sentido

Para comunicar aos alunos que devem evitar grandes aglomerações de pessoas para não ficarem infectados pelo virus da gripe, a direcção da escola decidiu colocá-los todos juntos, num auditório sem lugares suficientes e com o ar condicionado avariado. Num dia de calor.

Y viva España

"Al ser reconocidos como autoridad pública, los profesores -al igual que jueces, policías, médicos o los pilotos y marinos al mando de una nave- cuentan con una protección especial. La agresión a uno de ellos está tipificada por el Código Penal como atentado contra la autoridad en los artículos 550 a 553, que recogen penas de prisión de dos a cuatro años.

Además, la autoridad pública tiene presunción de veracidad, lo que significa que su palabra tiene más valor que la de un ciudadano de a pie. Y permite a la fiscalía perseguir de oficio los delitos contra estos funcionarios públicos."
*
Por cá é o que se sabe... Com os resultados que se vão verificando, naturalmente.

um blog

http://facesinplaces.blogspot.com/

terça-feira, outubro 13, 2009

Ignorante ou Imbecil ?

É o futebol que temos....

"O presidente da Federação Internacional de Futebol (FIFA), o suíço Joseph Blatter, anunciou hoje que o sorteio dos "play-off" da zona europeia de qualificação para o Mundial de 2010 terá cabeças-de-série".

Pois, é a realidade do futebol mundial. A FIFA, como uma multinacional que é, tinha que inventar "no fim do jogo" a regra que permitirá, por exemplo, evitar que a França, imeditamente após se saber que não chegava ao 1º lugar, jogue com selecções como a de Portugal. Se para nós, aparentemente (pelo menos na teoria) até pode ser favorável, os factos demonstram, mais uma vez, que o poder económico associado ao futebol está acima de qualquer justiça desportiva. O que seria do Mundial se deixasse de contar com as principais figuras do futebol? Ronaldo, Benzema, Messi, etc ....

Ainda estou para ver a palhaçada que será o Uruguai-Argentina. Todos sabem o mau momento da selecção argentina e o inferno que é o estádio de Montivideo, associado a uma boa equipa uruguaia. Mas se for preciso inventar um penalti em cima da hora para a Argentina vencer, não tenho dúvidas que será marcado!!!! Aposto que, mais uma vez , esta regra inventada a 30 de Setembro teve o dedinho daquele senhor que todos conhecemos...Mr. Platini!

segunda-feira, outubro 12, 2009

Evidentemente

"Ranking do The Times
Coimbra é a melhor universidade portuguesa"
(Sol)

domingo, outubro 11, 2009

depois do Arafat, qualquer um serve, realmente

Nobel da paz para Obama?! O Will Smith não estava disponível? A este já o vi combater uns extra-terrestres.

segunda-feira, outubro 05, 2009

"Se é verdade que a tristeza exprime muitas vezes o pessimismo, a tragédia ou o sofrimento, ela invoca também a rectidão, a profundidade, a interrogação, a vitalidade. Artistas, autores ou figuras da cultura popular – como Beethoven, Van Gogh, Blake, Keats, Melville, Kafka, John Lennon, Bruce Springsteen ou Joni Mitchell – que viveram ou exercitaram a sua natural tristeza de forma comprovadamente vantajosa, surgem destacados como exemplares, sustentando esse ponto de vista."

domingo, outubro 04, 2009

7 10

"Raúl igualará hoy en el Sánchez Pizjuán esa cifra, pero el actual capitán tiene un mérito añadido. Sanchís lo logró tras 18 años en el club (1983-2001), mientras que Raúl lo firmará en tres años menos (1994-2009).

El 7 ha marcado 318 goles (11 más de los que marcó Di Stéfano en el Madrid) y jamás ha sido expulsado. De los 525 partidos que ha jugado en Liga, Raúl ha sido titular en 494 (372 completos) y sólo fue suplente en 31 (el último, el pasado 23 de septiembre en El Madrigal). En Liga marcó 224 goles, 140 de ellos en el Bernabéu y 84 fuera de casa. El capitán marcó en 183 partidos, sumando el 20% de los goles que ha logrado el Madrid en estos últimos quince años.

Además, es el futbolista de Primera en activo que ha marcado más goles de cabeza (43) y con disparos desde fuera del área (18)."
(AS)

sábado, outubro 03, 2009

O que as pessoas fazem para se fazerem notadas

Dizem: oh, oh, aquele senhor muito importante conhece-me, por muito que diga que não. Quer dizer, não é que me conheça realmente, mas sabe o meu nome e um dia deu-me um autógrafo.

sexta-feira, outubro 02, 2009

Quando é que sabemos que estamos a ficar alucinados?

Quando nos pedem para escrever sobre um livro e a primeira ideia é escolher um que me permita dizer que o sócrates é um analfabeto arrogante qual líder africano e, já agora, que o bigodes não passa de um bronco fdp.

Como se ele não tivesse dito trinta mil vezes

"Quanto à pele, o documento médico confirma que Jackson sofria realmente de vitiligo, a doença que tanto referia quando o acusavam de ter mudado de cor de pele: o relatório dá conta de despigmentação em volta da cara, no peito, abdómen e braços."

quinta-feira, outubro 01, 2009

Falcão...grande ponta de lança numa grande equipa


São jogadores como o Falcão que dão gosto e fazem falta em qualquer jogo de futebol...um golo à Madjer e decisivo para mais uma vitória na Champions

terça-feira, setembro 29, 2009

"Have you ever seen a scarecrow filled with nothing but dust and wheat? If you've ever seen that scarecrow then you've seen me Have you ever seen a one-armed man punching at nothing but the breeze? If you've ever seen a one-armed man then you've seen me Then you've seen me, I come and stand at every door Then you've seen me, I always leave with less than I had before"
(Springsteen, The Wrestler)

segunda-feira, setembro 28, 2009

Venceu a corja do rendimento mínimo, venceramos que beneficiam de um país sem lei. Venceu o pseudo-jornalismo graxista e acéfalo, venceram os vermes interessados em cargos que lhes conferem o prazer de serem pequenos ditadores, abusadores para os seus "subordinados", eles próprios rastejantes para os mais poderosos: falo de presidentes de escolas (conheço um muito bem, embora pouco tenha falado - felizmente - com tão repugnante criatura), de directores regionais de educação, de chefes de repartição.
Venceu Cavaco Silva, que quis assegurar, mantendo sócrates no poder, o seu segundo mandato, na esperança de ser contrapeso ao socialismo vencedor. E venceu o zé pedro de espinha acrobata.
Perdeu sobretudo o país, moribundo.

Quem é que votou outra vez nestes filhos da puta?

País de merda este. Bem dizia o cada vez mais saudoso prof., "cada povo tem os governantes que merece." A equação é fácil: governantes de merda, povo do mesmo teor. Ou será vice-versa. Até mete nojo.

quarta-feira, setembro 23, 2009

quarta-feira, setembro 16, 2009

"Platini critica la política de fichajes de Florentino, sin cortarse, así que no me extraña que tal o cual árbitro quiera hacer méritos. Y más si Villar es presidente de la comisión de árbitros de UEFA y FIFA, que lo es. (...) En los árbitros sólo influye quien les designa. Y con esos el Madrid está a malas.
Va a ser duro el camino hacia la décima. Desde luego, no creo que al Madrid le perdonen nunca en algún campo de Londres cuatro o cinco penaltis."
(As)

domingo, setembro 13, 2009

A começar pelo primeiro-ministro, obviamente

"Haverá um novo governo com novos ministros."
(josé sócrates)

domingo, setembro 06, 2009



Mais um motivo para não votar PS

"A manutenção dos programas e-escolinhas e e-escola, que permitem aos alunos comprar um computador com ligação à Internet - o famoso Magalhães para os estudantes do 1.º ciclo e os portáteis para os restantes, do 2.º ciclo ao secundário -, está dependente dos resultados das eleições legislativas e de quem será o novo Governo, diz fonte do Plano Tecnológico da Educação (PTE). "

Que filme levarias contigo?



sábado, setembro 05, 2009


Segundo sócrates, "fazer desporto é um acto de modernidade." A frase não seria ridícula se tivesse sido dita pelo Sócrates filósofo, da terra e (aprox.) da época dos Jogos Olímpicos. Na altura seria "modernidade."

Claro que sócrates, o português da maratona, gosta de usar a palavra modernidade em todos os contextos (já conheci alguém assim, aprendia uma palavra nova e metia-a em tudo o que era conversa). Ainda o veremos perante uma plateia de agricultores, declarando que "cultivar a terra é um acto de modernidade". Alguém lhe poderia explicar que nada do que se faz hoje se pode definir como "moderno", porque tudo é muito anterior à dita "modernidade"?

As histórias do costume

"Portugal fez uma primeira parte excepcional". Acabou os 45 minutos a perder 1-0. Fez 15 remates e não acertou uma vez na baliza.
E ouvindo Queirós, a culpa parece ter sido do árbitro, de umas grandes penalidades (que só ele deve ter visto) e do famoso "azar". E, claro, falou da habitual "cabeça erguida" (que Herman José tantas vezes ridicularizava e que desapareceu no tempo Scolari) que é uma característica desta selecção. Quando perde. O que deixa no ar a suspeita de estarmos perante uma selecção com um fetiche masoquista.
*
Na primeira parte, 15 remates de uns quantos cepos e zero golos. Na segunda parte, Liedson entrou, fez um remate e marcou. Como disse um comentador, é a diferença entre ter bons avançados e não os ter. O triste é que tudo isto deu razão aos dinamarqueses: Portugal teve mesmo de ir contratar um avançado ao Brasil.

Com realização de carlos queirós


Um filme cómico.

Um exercício curioso

www.bussolaeleitoral.pt
"Neste momento, reflicto sobre uma nota que me cai em cima da secretária dizendo que um ministro deste Governo está escandalizado e que vai pedir explicações à Administração da TVI. Se o cinismo pagasse imposto certamente teríamos um alívio substancial no défice das contas públicas..."



"O PS-Governo de Sócrates não consegue coexistir com a liberdade dos outros. Criou uma central de propaganda brutal que coage os jornalistas. Intervém nas empresas de comunicação social. Legisla contra a liberdade. Fez da ERC um braço armado contra a liberdade (a condenação oficial do JN6ª pela ERC em Maio serviu de respaldo ao que aconteceu agora). Manda calar os críticos. Segundo notícias publicadas, pressiona e chantageia empresários, procura o controle político da justiça e é envolvido em escutas telefónicas. Cria blogues de assessores com acesso a arquivos suspeitos que existem apenas para destruir os críticos e os adversários políticos. Pressiona órgãos de informação. Coloca directa ou indirectamente “opiniões” e “notícias” nos órgãos de informação. Etc.

O relato da suspensão do JN6ª, no Jornal de Notícias e no Diário de Notícias e outros jornais de ontem é impressionante, sinistro e muito perigoso. (...)

Intervindo na TVI, o PS-Governo atingiu objectivos fundamentais. Como disse Mário Crespo (SICN, 03.09), o essencial resume-se a isto: J.E. Moniz e M. Moura Guedes foram eliminados —e com eles as direcções de Informação e Redacção e um comentador independente como V. Pulido Valente.

Este PS-Governo é muito perigoso para a liberdade. Até o seu fundador está preso nesta teia, por razões que têm sido referidas. Ao reduzir a censura anticonstitucional, ilegal e protofascista do JN6ª a um caso de gestão, Soares desceu ao seu mais baixo nível político. (...)

O PS-governo segue o mesmo caminho de Chàvez, ao perseguir paulatinamente, um a um, os seus críticos: e segue o mesmo caminho de Putin, ao construir uma democracia meramente formal, em que se pode dizer que a decisão foi da Prisa não dele, em que se pode dizer que os empresários são livres, que os juízes são livres, que os funcionários públicos são livres, que os professores são livres, que os jornalistas são livres, que a ERC é livre, etc — mas o contrário está mais próximo da verdade. Para todos os efeitos, Portugal é uma democracia formal, mas estas medidas protofascistas vão fazendo o seu caminho. Não dizia Salazar que Portugal era mais livre que a livre Inglaterra? Sócrates e Santos Silva dizem o mesmo."


(Eduardo Cintra Torres, Público)

segunda-feira, agosto 31, 2009

Os bons jogos dos bons velhos tempos

http://zxspectrum.net/

Madredeus - Pomar das Laranjeiras / A Sombra





"Se eu cair ao mar, quem me salvará"

Peste & Sida - Sol da Caparica

Ena Pá 2000 - És Cruel



(sim, foi uma escolha muito soft)

Gift - Fácil de Entender



(versão voz e piano)

Sétima Legião - Por quem eu não esqueci

Trovante - Peter's



(sim, poderia ter escolhido outras, mas esta é uma personal favourite)

Heróis do Mar - Fado



"Com a voz que me resta eu não vou poder cantar"


(e quem sabe nunca esquece)

GNR - Vídeo Maria



"Sentada, imóvel, fumando em frente ao altar
Silhueta, esboço, a esfinge de um anjo fumegante
"

Não é uma crónica de futebol

"O desânimo instalava-se já quando, subitamente, se ouviu de uma ravina uma voz que bradava: «Cristiano Ronaldo! Cristiano Ronaldo! Cristiano Ronaldo!»."
"Qualquer maioria?

Absoluta de um partido, não: os estragos irreparáveis já produzidos em Portugal, nestes quatro anos, dos quais Sócrates nem sequer tem consciência, constituem uma duríssima e inesquecível lição."

Está provado

O abuso de drogas é mesmo muito prejudicial. Olhem só o estado a que chegou o homem.

sábado, agosto 29, 2009

Pois não. Serve para dar dinheiro à Mota Engil e ao Jorge Coelho

"Aqui, no PS, ninguém se lembraria de dizer que as obras públicas é para dar emprego a cabo-verdianos ou ucranianos."

Sobretudo aberta

O líder socialista reivindicou para o PS a "defesa de uma sociedade aberta e tolerante".

Os adeptos típicos

"Um autocarro apreendido e 20 pessoas identificadas após distúrbios na A1"
(Público)
*
Depois admiram-se que os estádios estejam vazios.

Um Sábado cheio de bom futebol (pelo menos promete)

sexta-feira, agosto 28, 2009

Que palhaçada.

E o que dizer do sorteio da Liga Europa?


Tem toda a razão

Que filme levarias contigo?

Este

Puccini por Woodstock

Sorteio das Champions League


É sempre complicado fazer previsões no mundo do futebol, mas será difícil que os 1ºs e os 2ºs de cada grupo não passem à fase seguinte. Excepção feita ao grupo G, que parece o caixote do lixo da uefa (equipas mais apropriadas para estarem na liga europa ou, para usar as palavras do N., "a segunda divisão europeia toda no mesmo grupo"). Entre elas, venha o diabo e escolha. O mesmo vale para os grupos B e H, excepção feita para Manchester e Arsenal.
A passagem do FCP dependerá sobretudo da forma que a equipa tiver na altura dos confrontos com o Atlético de Madrid. Já se tinham encontrado no ano anterior e, na altura, o FCP eliminou o Atlético mostrando melhor futebol mas falhando na concretização (recorde-se que os dois jogos terminaram empatados, valendo ao FCP o empate a 2 golos obtido em Madrid).
(Quadro retirado da página do As).

quarta-feira, agosto 26, 2009

"O primeiro-ministro, José Sócrates, (...) considerou que "aqueles que dizem que são resultado de facilitismo estão apenas a insultar os professores e a escola pública". ", noticiou ontem o Público.
O argumento do primeiro-ministro parece fazer sentido... se o ouvinte/leitor tiver acabado de regressar de uma viagem de exploração a Marte ou se esteve perdido durante os últimos quatro anos na selva amazónica. Alguém devia ter lembrado ao "engenheiro" sócrates que são os próprios professores que fazem a acusação de facilitismo e lembram que é a legislação do ministério que obriga a esse facilitismo, que foi multiplicado nos últimos anos com o ridículo advernto das novas oportunidades e dos cursos ditos profissionais. Em regra geral, de profissionais não têm nada. Faça-se o estudo: quantos alunos formados nesses cursos estão efectivamente a trabalhar na área de formação? Presumo que ninguém saiba, mas suspeito que serão uma minoria.
*
Comparar os nossos índices de insucesso com o de outros países europeus também é um triste argumento. A nossa ministra deveria saber que em muitos desses países não há, por lei, "retenções" na escolaridade obrigatória (algo que se pretende também por cá, para já por via indirecta). Assim, é como comparar o nosso consumo de álcool com o dos países islâmicos. Uma tolice.
*
ps: Insulto aos Professores é o que está a fazer o ministério socialista. A 4 dias do início do novo ano lectivo, milhares de Professores estão ainda por colocar nas escolas. Eles talvez não saibam a dificuldade que é mudar de cidade, de região, muitas vezes levando filhos, procurando infantários, procurando casa. Afinal de contas, têm subsídio para se deslocarem do Porto a Lisboa e motorista do Estado por sua conta. Mas são coisas que não se fazem em dois dias ou três. Nem mesmo em quatro.

Ninguém esquece os anos 80

Um novo filme:


Baseado neste clássico:


O filme original foi realizado por Alan Parker (grande realizador britânico com importantes filmes no seu currículo, como The Wall, Mississipi Burning ou The Life of David Gale).
Um jogador profissional de futebol, muçulmano, cumpre o ramadão. Após meia hora de jogo, Mourinho viu-se forçado a substituí-lo. No final do jogo, disse o óbvio: o ramadão prejudica a condição física dos atletas. Óbvio. Mas o suficiente para ser criticado por um pateta representante da comunidade muçulmana italiana. Desta vez estou com Mourinho.
*
Ah, parece que (pelo menos tem sido dito nos jornais e blogues) os amarelos dados aos jogadores de futebol que comemoram golos tirando a camisola se justificam porque a uefa teme que esse acto possa ofender a comunidade muçulmana. Julgo que, só por isso, a nossa liga deveria dar o exemplo e impor a retirada da camisola no acto da comemoração de cada golo.



Sem dúvida

"Valdano ha afirmado también que "cuando el Barcelona fichó a Ibrahimovic sí eché en falta el discurso del obispo de Barcelona. Parece que la Iglesia tiene que estar por encima de regionalismos y me sorprendió que con el sueco no aplicara un discurso del mismo orden", refiriéndose a críticas recibidas desde Barcelona por los precios pagados por Kaká y Cristiano Ronaldo." (Entrevista ao jornal As).
*
Claro que o que diz um bispo vale o que vale. Neste caso vale pouco.

terça-feira, agosto 25, 2009

E então?

Se já atropelou tudo e mais alguma coisa...

Assim, como quem tropeça, por estar a olhar para o lado?

"Aos dezasseis anos Saoirse engravidara por pura distracção."
*
Já agora, porque é que nestes livros as mulheres de sucesso têm profissões "sofisticadas", como "decoradora de interiores"? Não haverá sucesso em profissões fora de moda?

Profissionalismo até no site oficial

Entrem no site do FCP...até na construção do site somos os melhores.....

www.fcporto.pt

...e já agora aproveitem para ver os lances de "agressão" ao incrível HULK!!!!!!!

segunda-feira, agosto 24, 2009

domingo, agosto 23, 2009

SUPERBARÇA ganha SUPERTAÇA!...


"Messi aquece os motores e Barça conquista Supertaça"


...palavras para quê...é a melhor equipa do Mundo, com o melhor jogador do Mundo, etc, etc...

Curioso

É irónico ver duas equipas cujos adeptos (uns catalães, outros vasquinhos) se dizem anti-espanhóis e "independentistas" disputarem a Supertaça de ESPANHA. Parece que afinal dá jeito ser Espanhol.

Começou a superliga

Benfica, Sporting e Porto não jogam nada. Zero. E os árbitros têm provado que valem ainda menos que os jogadores, já de si medíocres, desta superliga. Hoje um lance de mão na área, igual a outro ocorrido ontem, foi penalizado com grande penalidade. Ontem não foi. Ontem seria a favor do Sporting. Por isso não foi marcado. Hoje foi a favor do Porto. Por isso foi marcado (mas só à segunda - como disse Manuel Machado, é curioso que um árbitro a 10 metros do lance marque canto e um fical de linha a 40 metros marque falta e o que prevalece é a opinião deste último). Oh surpresa, que eles continuam coerentes. Além do penalti, o árbrito conseguiu ainda encontrar motivos para expulsar dois jogadores por protestos. Está assim reparada a expulsão do Hulk na semana passada e feito o pedido de desculpas da nossa arbitragem. Pelo andar do jogo, o fcp nem iria precisar da ajuda das duas expulsões originais, porque o Nacional nem tentava atacar e limita-se a defender. O golo poderia surgir mais cedo ou mais tarde. Mas pelo sim, pelo não...
Tirando isso, as três "grandes", jogam mal e porcamente e a prova disso é que em primeiro lugar está uma equipa treinada por Domingos Paciência (sinal mais evidente de uma liga medíocre não pode haver).
*
Ver jogar Varela leva-me a perguntar. Como é possível que este jogador não tenha servido para o Sporting? É melhor o Moutinho? O Postiga? O (valha-me Deus) Pereirinha (só o nome...)? Prova mais perfeita da incompetência da equipa técnica que por hora se vai passeando por Alvalade não há.
Sem comentários.

segunda-feira, agosto 17, 2009

domingo, agosto 16, 2009

Fascism has many faces

A Lei n.º 75/2009 define que o máximo permitido para o conteúdo de sal no pão, após confeccionado, é de 1,4 g por 100 g de pão, sendo abrangidos todos os tipos de pão, incluindo o pão sem sal e o integral. O não cumprimento desta norma constitui contra-ordenação, punível com coimas definidas no presente documento.
E eu a pensar que estávamos em crise.
*
As nossas bibliotecas escolares continuam sem livros.

Bolt imbatível: novo record do Mundo




sábado, agosto 15, 2009

Segundo o site oficial do Real Madrid, uma visita ao Santiago Bernabéu (Stadium Tour) tem os seguintes preços:

General Public:
Children under 14: 10€
Adults: 15€
Madridista Fan Club Members:
Children under 14: 7€
Adults: 10€
Members:
Free
Presumo, portanto, que o valor de €22 que ouviste se tratou de um erro de comunicação. Ou então é um preço especial para adeptos do barcelona, uma forma de - digamos assim - seleccionar a clientela.

sexta-feira, agosto 14, 2009

As fotos enganam...a máquina é boa!!!!!!!


Nem sei bem o que dizer. Atè à data não tenho feito nada que não seja trabalhar até tarde, o que me tem impossibilitado de visitar, agora, Madrid. A única coisa que conheço é o parque industrial de "Alcobendas", a Calle Cartagena (perpendicular a Avenida de América) na qual se situa o Hotel onde tenho pernoitado e pouco mais...

Para ser sincero a única "visita" que fiz foi ao Estádio Santiago Bernabéu por mera curiosidade e pelo facto de passar todos os dias pela estação do metro "Santiago Bernabéu". A expectativa era, de certa forma, previsível. Imaginava um estádio grande mas não grandioso! E assim foi...Mal se sai da paragem do metro vê-se o Estádio completamente cercado por 4 avenidas e afunilado naquele centro. Ainda pensei fazer uma visita guiada às instalações (estádio, museu,...) mas quando soube na bilheteira que o preço da visita era 22 euros não pensei duas vezes: "Nem pensar"! Preferia pagar 30 euros e ver um jogo de futebol. Quanto ao estádio, visto de fora, o que se nota, essencialmente, é que necessita urgentemente de reparações e que já está muito longe dos estádios modernos que se verificam por toda a Europa. Talvez, em vez de gastarem duzentos e tal milhões com contratações de jogadores não seria má decisão efectuar umas obras de remodelação/restauro ao velhinho Barnabéu.

Aqui seguem algumas fotos tiradas por mim no dia da visita:











quinta-feira, agosto 13, 2009

For the seventh consecutive week, Michael Jackson has three of the five best-selling albums in the U.S. Number Ones sold 98,000 copies and would have topped The Billboard 200 for the sixth week if catalog albums were eligible to compete there. The Essential Michael Jackson sold 54,000 and would have held at #3. Thriller sold 47,000 and would have inched up from #5 to #4..

This ongoing success will enable Jackson to make history (or should I say HIStory?) on Nielsen/SoundScan's year-end charts. Do I have a crystal ball? No, I have something better: the tracking company's year-to-date sales chart. Jackson has three albums in the top 15 on that list. Number Ones holds at #2 and will probably pull ahead of Taylor Swift's Fearless, the long-time leader, in two weeks. Thriller jumps to #10, while The Essential Michael Jackson climbs to #15. Jackson is likely to become the first artist to have three albums in Nielsen/SoundScan's year-end top 20 since Garth Brooks achieved the feat in 1992. (All three of Brooks' albums--Ropin' The Wind, The Chase and No Fences, ranked in the year-end top 10.).

Number Ones is vying to become the only the third greatest hits album to rank #1 for the year on either Billboard's "year-end" charts or Nielsen/SoundScan's calendar year rankings. Elton John's Elton John--Greatest Hits was Billboard's leader for 1974. The Beatles' 1 was the magazine's champ for 2001. (On Nielsen/SoundScan, 1 was the #6 seller of 2000.) Number Ones is also likely to become the first catalog album and the first album by a deceased performer to wind up as the #1 album of the year on either list, going back to 1956.

segunda-feira, agosto 10, 2009

(Caledonia)

*

"The original use of the name, as used by Tacitus, Ptolemy, Lucan and Pliny the Elder, referred to the area (or parts of the area) also known as Pictavia or Pictland north of the Antonine Wall in today's Scotland.[1] The name may be related to that of a Pictish tribe, the Caledonii, one amongst several in the area, though perhaps the dominant tribe which would explain the binomial Caledonia/Caledonii. Their name can be found in Dùn Chailleann, the Scottish Gaelic word for the town of Dunkeld meaning "fort of the Caledonii", and in that of the mountain Sìdh Chailleann or Schiehallion, the "fairy [hill] of the Caledonians". " (cont.)

As soon as your born they make you feel small
By giving you no time instead of it all
Till the pain is so big you feel nothing at all

Working Class Hero is something to be
Working Class Hero is something to be

They hurt you at home and they hit you at school
They hate you if you're clever and despise a fool
Till you're so fucking crazy you can't follow their rules

Working Class Hero is something to be
Working Class Hero is something to be

When they've tortured and scared you for 20 odd years
Then they expect you to pick a career
When you can't really function you're so full of fear

Working Class Hero is something to be
Working Class Hero is something to be

Keep you doped with religion, sex and T.V.
And you think you're so clever and classless and free
but you're still fucking peasants as far as I can see

Working Class Hero is something to be
Working Class Hero is something to be

There's room at the top I'm telling you still
But first you must learn how to smile as you kill
If you want to be like the folks on the hill

Working Class Hero is something to be Yes,
A Working Class Hero is something to be

If you want to be a hero well just follow me
If you want to be a hero well just follow me

(John Lennon - Working Class Hero)

Supertaça 2009/2010 já tem dono....

domingo, agosto 09, 2009



Across the Universe

Boss

Portugal no seu melhor, como dizem os outros...

A love story



O rei Edward I de Inglaterra, alcunhado de "longshanks" (pernas-longas) devido aos seus assombrosos (para a época) 1,88m de altura, é uma figura que a maioria de nós ficou a conhecer graças ao desempenho de Patrick McGoohan no filme Braveheart, de Mel Gibson. Mas será que ficámos realmente a conhecê-lo? O filme foi justamente elogiado pelo realismo com que representou a guerra medieval, mas foi igualmente criticado por alguns erros históricos. Alguns desses erros não foram, aliás, meras distracções, foram essenciais para construir e "romancear" a história de William Wallace: basta lembrar a relação amorosa que o filme estabelece entre Wallace e a princesa francesa que casara com o descendente de Longshanks, obviamente impossível de ter ocorrido porque quando Wallace morreu, em 1305, Isabella de França tinha apenas 10 anos de idade. Claro que é possível que os quatro filhos que Isabella teve não fossem do marido e rei Edward II, já que a homossexualidade deste, retratada no filme, parece ter fundamento histórico.



Quanto a Edward I, o filme dá-nos a imagem de um homem cruel, calculista e sem sentimentos. Talvez o tenha sido, sobretudo para os seus inimigos. Mas Edward mostrou em relação à sua primeira mulher, Eleanor de Castela (ela tinha treze anos e ele quinze quando casaram, em 1254) sentimentos de grande amizade e amor. Deste casamento, gerado por um acordo político, como todos os outros da época, nasceram 15 filhos, um número impressionante.



Eleanor morreu com 49 anos, em Harby, Nottinghamshire, durante uma viagem com destino a Lincoln, na companhia do rei (as cortes régias na Idade Média eram, em certa medida, itinerantes). Atacada por uma febre, que já no passado a tinha atormentado, a rainha recebeu a extrema-unção e faleceu na noite de 28 de Novembro de 1290, com Edward à sua cabeceira.



O corpo foi preparado para ser sepultado com a dignidade que uma rainha merecia, recebendo um processo de embalsamamento. As vísceras foram retiradas e ficaram sepultadas na Catedral de Lincoln, onde uma réplica do seu túmulo foi construída. O corpo e o coração foram de seguida transportados, num longo e doloroso cortejo fúnebre, até à abadia de Westminster, em Londres.

(túmulo de Eleanor na catedral de Lincoln)

As viagens medievais eram lentas, as terras ficavam a dias de distância, não a horas como hoje. Quando a noite caía, a marcha parava, para descanso de todos, incluindo dos animais. Este cortejo, em particular, foi forçado a parar 12 noites até chegar ao seu destino. E em cada um desses locais onde o corpo de Eleanor foi velado, Edward mandou construir os mais belos monumentos funerários da Inglaterra medieval (talvez mesmo de toda a sua história): doze cruzes que ficaram conhecidas como Eleanor Crosses, as cruzes de Eleanor. Das 12, apenas 3 restam, hoje em dia. A última cruz, correspodente à última paragem, foi erigida na pequena área populacional de Charing, bem próximo de Westminster. Por esse motivo, esse local é ainda hoje conhecido como Charing Cross!

(mapa com a localização das cruzes em homenagem a Eleanor)

O corpo de Eleanor foi sepultado na abadia de Westminster e o seu coração ficou na igreja do mosteiro dos dominicanos (conhecidos por Blackfriars), mais tarde encerrado por ordem de Henrique VIII, no século XVI.

quarta-feira, agosto 05, 2009





e o inevitável



já bem retratado aqui:

A Turma

(François Bégaudeau - D. Quixote)
Ainda não vi o filme. Preferi começar pelo livro. E confesso ter passado pelo texto impávido como se estivesse a ler páginas do meu diário (isto é, se eu tivesse um diário e o usasse para falar do trabalho, o que seria muito triste). Não há nada de surpreendente no que é narrado. Salvo um ou outro pormenor, a realidade escolar ali retratada poderia ser a portuguesa. Os problemas são os mesmos: alunos desinteressados, professores desanimados, burocracia, a mesma incapacidade para resolver problemas que escapam ao controlo de professores, alunos e famílias, e muito eduquês a empurrar os adolescentes para futuros de analfabetismo funcional sob a capa das novas aprendizagens ditas tecnológicas e profissionais e que se limitam a preparar alunos para, como ironiza uma das personagens, ordenar caixas num supermercado. Foi bom saber de algumas diferenças: por exemplo, as escolas francesas têm o poder de expulsar alunos que consideram prejudiciais, pelo seu comportamento, algo que por cá seria impensável. E, a avaliar pelos casos que o livro apresenta e que foram alvo dessa expulsão, teria ficado sem cinco ou seis alunos este ano... Aliás, teria ficado praticamente sem uma turma inteira, que de bom grado expulsaria para os desfiladeiros mais profundos e inóspitos dos Himalaias, sem qualquer peso na consciência. Outra diferença, naquela escola não há a obsessão da informática como caminho para o Nirvana do progresso e da aprendizagem sem esforço.

Se houve gente surpreendida, chocada, sensibilizada (escolher o que interessa) com o livro, tal só se explica pelo desconhecimento que têm do que são as nossas escolas hoje em dia, seja em França, seja na Inglaterra, seja por cá, na parvónia do magalhães. De qualquer modo, é uma leitura agradável e por vezes divertida. E não tenta dar-nos um discurso politicamente correcto à BE nas questões raciais e culturais, nem nos impinge o melodrama fácil e improvável do clube dos poetas mortos.